Respiração e Gestação

Já no início da gestação muitas modificações fisiológicas no sistema respiratório da mulher acontecem: ocorre a distensão abdominal, o aumento do volume das mamas, além modificações cardiovasculares e hormonais. Com a dilatação capilar ao longo da árvore respiratória, a respiração pelo nariz torna-se mais difícil. Com o aumento do volume do útero, o diafragma é pressionado e sofre um deslocamento para a região superior do abdômen, tornando seu movimento maior durante a respiração. Esse movimento maior, por sua vez, torna necessária maior força muscular respiratória. O yoga une, entre outras coisas, a prática respiratória (pranayama) com a prática física (asana) ajudando as mulheres a manter/desenvolver a consciência corporal e respiratória que será de grande valor na hora do parto e na recuperação do pós-parto, além elevar a sua auto-estima e confiança. Tudo isso favorece para uma gestação tranquila, saudável e um parto sem intercorrências. Os pranayamas melhoram a expansão pulmonar; facilitam a respiração profunda; favorecem as trocas gasosas; diminuem a percepção do esforço respiratório, fortalecem os músculos da respiração e fazem adequação do padrão respiratório. Os pranayamas também tem uma ação calmante sobre o espírito, além da utilidade física. Por meio de respiração correta, o sistema nervoso é relaxado e o corpo é carregado com energias novas. Lembre-se que na gestação, mais do que nutrir a si mesma você está também nutrindo seu bebê. A respiração profunda e tranquila é um grande presente que você pode dar ao se bebê! Faça uma pausa na correria do dia a dia e RESPIRE! Namastê! _/\_


#Yoga #respiração #Yogaparagestantes #respiraçãoegestação #pranayama #bemestar #gestaçãoesaúde #gravidez

Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Nenhum tag.
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square